top of page
Search

Dor no ombro: manguito rotador, tendinite, bursite...

Neste post pretendo de uma forma clara, como especialista em ombro e cirurgião de ombro e cotovelo, explicar o que são as conhecidas e frequentes lesões descritas no título.

Especialmente após os 40 anos, tanto homens quanto mulheres experimentarão episódios de dor no ombro. Crises leves ou de forte intensidade.

O local mais frequente de inflamação (basicamente, de forma simplista, se há dor, está inflamado) é o complexo de estruturas compostas por 4 músculos e seus largos tendões, o manguito rotador e a membrana extremamente fina e delicada que os envolve chamada bursa.

Com o passar dos anos, alterações com desgaste dessas estruturas ocorrem e a inflamação surge. Trabalho ou mesmo esforço pequeno pode ser o "gatilho"para o início da dor no ombro. A inflamação dos tendões chama-se tendinite ou tenossinovite do manguito rotador. A inflamação da estrutura que os recobre (bursa) é chamada de bursite. Dos quatro músculos, o chamado supraespinhal é o mais afetado.

A dor pode ser mesmo em repouso, quando ergue o braço, durante a noite, etc. Como expliquei, existe um desgaste dessas estruturas com o avançar da idade. Os tendões podem se tornar mais finos, e rupturas podem ocorrer, as chamadas lesões do manguito rotador, especialmente do tendão do músculo supraespinhal.

Nem todas as rupturas devem ser operadas. A decisão depende do tamanho da lesão, idade do paciente, grau de atividade física e alguns outros fatores. O tratamento da bursite, tendinite, tenossinovite e até muitas das rupturas é baseado em analgésicos, antiinflamatórios e fisioterapia.

O tratamento cirúrgico ao meu ver é sempre uma segunda ou terceira opção. Todo ortopedista é capaz e t

em formação para iniciar o tratamento. O especialista em ombro e cotovelo experiente deve ser sempre consultado quando o tratamento da dor no ombro não está rendendo bons resultados.

14 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page